Plaquetas altas: consequências e causas

As plaquetas são pequenos fragmentos das células denominadas megacariócitos, que se produzem na medula óssea. A produção dos megacariócitos denomina-se trombopoese. Embora a função mais conhecida das plaquetas seja a de manutenção da hemostasia, ou seja, estão encarregues de selar as lesões dos vasos, evitando o sangramento, a denominada coagulação, tem muitas outras funções como as que afetam o trofismo, a imunidade, a fluidez do sangue…



Quantas plaquetas encontramos no sangue?


É verdade que o número de plaquetas que se encontram no sangue é considerável e com um amplo intervalo de normalidade, oscilando entre as 150.000 e as 450.000 plaquetas por microfiltro.



Possivelmente isto é devido às funções das plaquetas, que faz com que a sua concentração flutue com relativa facilidade no mesmo indivíduo e que seja tão amplo o intervalo que abarca a normalidade no conjunto da sociedade.


Quando nos encontramos com as plaquetas altas ou baixas, temos várias consequências, de uma maneira geral, encontramos alterações da coagulação; quando estas são em excesso, levam à formação de trombos, e quando as plaquetas estão baixas, dão lugar a um maior tempo de hemorragia e facilidade de sangramento.



Plaquetas altas e as suas consequências


As consequências de plaquetas altas estarão marcadas pelo aumento da probabilidade de ativação, com o consequente início de cascata de coagulação e formação de trombos.



Estes trombos dependendo da zona que obstruam, condicionará o tecido ou órgão danificado, danificando-o de forma severa, caso a situação não for rapidamente resolvida.

Devido a que todo o sistema vascular está exposto aos trombos, podemo-nos deparar com AVC (Ataque Vascular Cerebral), AIT (Ataque Isquémico Transitório), IAM (Infarto Agudo do Miocárdio), tromboses vasculares, tanto venosas como arteriais, petéquias… sendo em muitas ocasiões uma urgência médica.




Porque nos podemos deparar com as plaquetas altas ou trombocitose?


São várias as causas que podem conduzir à elevação das plaquetas, podendo dividi-las em dois grandes grupos:


  • Trombocitoses Essenciais, nas quais encontramos uma alteração da medula óssea

  • Trombocitoses Reativas ou secundárias a outros processos que alteram a hemostasia, produzindo uma hipercompensação.

No caso das trombocitoses essenciais, deparamo-nos com alterações na medula óssea na qual se produz um maior número de megacariócitos, com o consequente aumento do número de plaquetas no sangue periférico.


Por outro lado, temos as trombocitoses reativas secundárias, principalmente a processos infeciosos, seguidamente dos que derivam da anemia, hemorragias, grandes queimaduras, alterações do sangue…



O meio interno e a homeostasia


O meio interno é a manifestação dos processos de relação entre o nosso ambiente celular e o exterior. Nele está codificada a linguagem que expressa a perda de equilíbrio e como deve ser restaurado.


A imbricada relação que existe em toda a comunidade celular, que constitui o organismo vivo, visa a manutenção da homeostasia, a preservação das constantes, atuando todo o sistema no seu conjunto com um único fim.


O todo é o que compõe as partes, e como exemplo temos as plaquetas, as suas funções certamente são muito maiores do que hoje se sabe, embora a função fundamental é o efeito sobre a coagulação, também atuam sobre a inflamação, imunidade, o trofismo, em resposta à anemia e possivelmente noutros processos pouco conhecidos que estão ainda por explorar.


Indicando que além do estudo dos pormenores que intervêm em qualquer reação, pode-se lutar por preservar e valorizar os contextos globais, não deixa-los de lado, entendendo que essa globalidade pode ser importante para objetivar as respostas particulares.



Fundação René Quinton

172 visualizações
Quinton
Porque Funciona a Terapia Marinha?

Segue-nos!

  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram

Deseja conhecer mais sobre a Terapia Marinha de René Quinton?

Ebook_Propriedades_e_Benefícios_da_Terap

Faça o Download Grátis do ebook 'Propriedades e Benefícios da Terapia Marinha'!

Deseja receber amostras grátis de Plasma de Quinton?

*Envie-nos uma mensagem!

*reservado a profissionais de saúde

É Profissional de Saúde?

 

*

Gostaria de participar de formações profissionais da aplicação da Terapia Marinha em prática clínica?

 

*

Inscreva-se e será contactado assim que as formações iniciarem!

Tópicos do Blog

Quer receber novidades sobre promoções e produtos?

ab.png
EU_organic_farming_logo.svg.png
NoAnimalTesting.png
ogm-free.png
Vegetariano

Sim quero receber informações sobre os produtos Delterre

Li e Aceitei os termos e condições

  • Delterre Facebook
  • Delterre Instagram
  • Delterre Linkedin

©2020 por delterre.

gtag('config', 'AW-793053932');