Laringite em crianças: como melhorar os sintomas com água do mar

Atualizado: 10 de Dez de 2020

A Laringite em bebés e crianças é frequente, sobre tudo nos períodos do Outono e Inverno, e os seus causadores mais frequentes são vírus.

A Laringite aguda ocorre com tosse, rouquidão, febre, astenia e falta de apetite.

Ao tratar-se de uma enfermidade autolimitada, o seu tratamento será sintomático.




Devido ao choro, termo-regulação, imaturidade imunológica, os lactantes e crianças mais pequenas são propensos ao padecimento de patologias das vias aéreas superiores como Laringites agudas.

O que é a Laringite aguda?

A Laringite aguda é um quadro inflamatório causado principalmente por vírus, onde são afetadas as cordas vocais, em concreto a sua mucosa.

Esta inflamação dá lugar a edema e irritação, sinais que desencadearão o aparecimento de tosse e voz rouca.

Em muitas ocasiões, para além das cordas vocais, a infeção engloba a faringe, traqueia e brônquios proximais, característico de CRUP - Laringotraqueobronquite – e de processos como a faringolaringite e traqueo-laringite entre outras patologias.


Laringite em crianças e CRUP

Denomina-se CRUP a um processo inflamatório da região laríngea na qual se verá também afetada a traqueia e nalgumas ocasiões, os brônquios principais.

A característica de CRUP são as crises de tosse que podem conduzir ao espasmo e colapso parcial da laringe.

Estes episódios de tosse com espasmo produzem-se em crianças menores de 5 anos, sobre tudo em menores de 1, 2 anos, devido ao fácil colapso das cartilagens que dificultam o fluxo de ar pelas vias aéreas, piorando a tosse noturna com estridor devido ao estreitamento da luz laríngea.

O seu tratamento é igual ao da Laringite, mas requer mais tratamento hospitalar que as Laringites convencionais. Estes internamentos estão associadas ao colapso das vias aéreas.

Causas da Laringite em bebés e crianças

As principais causas do aparecimento de Laringite aguda em crianças sãos os vírus. São vírus comuns, que dão origem a resfriados, rinossinusites, gripes, etc.

Considerada a causa, é frequente que o bebé sofra vários processos infecciosos em pouco tempo.

Além disso, podem repetir-se os quadros de Laringite considerando que as crianças, sobre tudo os que frequentam jardins de infância ou colégios, estão expostos a diferentes vírus que podem dar lugar a uma Laringite ou outros processos infecciosos do trato respiratório.


Laringite me crianças e bebés: sintomas

Entre os sintomas mais comuns da Laringite, podemos encontrar:

  • Tosse: é um dos sintomas mais frequentes. Acontece normalmente de noite devido a uma maior secura da mucosa laríngea e traqueal.

  • Estridor: é um sinal que aparece quando se produz um estreitamento ao nível da laringe, secundário ao edema causado pela infeção.

  • Dificuldade respiratória: pela acumulação de muco nas fossas nasais e laringe, que juntamente com o edema aumentam a resistência ao fluxo aéreo.

  • Febre ou febre baixa: está quase sempre presente e é secundária à ativação da imunidade na luta contra o agente infecciosos.

  • Tosse seca: em muitas ocasiões o sintoma perdura durante varias semanas após superar a infeção. Esta tosse pode produzir um quadro de irritação crónica que facilite novas infeções.

  • Rouquidão: devido à inflamação da mucosa que recobre as cordas vocais, produz-se uma distensão e alteração do turgor nas cordas vocais. Aparece assim uma voz rouca ou, no caso dos bebés, pode-se apreciar no choro um sonido mais grave.

  • Os vómitos podem aparecer através dos ataques de tosse: quando os episódios de tosse são muito intensos, conduzem a um estimulação dos centros de tosse.

Tratamento da Laringite em bebés e crianças

O principal tratamento é sintomático, juntamente com repouso e evitar ambientes frios e secos.

Estas duas ultimas condições podem estimular os ataques de tosse aumentando a irritação e o edema da mucosa laríngea.

Para os tratamentos sintomáticos da Laringite, recomenda-se:

  • Antipiréticos: se ocorrer febre alta acima dos 38,5º – 39ºC.


  • Mucolíticos: em situações onde a produção de muco seja muito espessa, recomenda-se fluidizar, recorrendo a mucolíticos, supressores de tosse (menos recomendados), humidificadores, ingestão abundante de água…


  • Analgésicos: quando a garganta está muito irritada e causa muita dor, podem empregar-se os analgésicos para reduzir a inconveniência.


  • Corticoides: em situações nas quais a afetação das cordas vocais comprometa o fluxo aéreo, podem empregar-se corticoides nebulizados (ou orais, dependendo da gravidade). Deste modo, pode reduzir-se a inflamação de forma rápida, apesar de na maioria das ocasiões possa requerer controlo hospitalar ou mesmo internamento.

  • As crianças e bebés devem estar relaxados, evitando atividades que conduzam a um aumento do volume respiratório, tendo em conta que produz secura da mucosa e pode agravar os sintomas.


  • Consumo de líquidos: de preferência mornos. Relaxam a mucosa reduzindo os sintomas e principalmente os ataques de tosse, daí que se recomenda que a toma de líquidos se realize ao longo de todo o dia.


Água do mar e Laringite – efeito hidratante da água do mar

Graças ao efeito hidratante das soluções salinas, especialmente a água do mar isotónica, a humidificação com água do mar micro-filtrada pode ser um recurso que reduza a irritação e o número de ataques de tosse na Laringite em crianças e bebés, para além de ajudar a eliminar o muco, aumentando a sua fluidez e arraste.

Lavagens nasais com água do mar

Muito úteis para reduzir a congestão nasal que sofrem alguns afetados por Laringite.

Em qualquer caso, sempre se recomenda consultar um especialista, neste caso um pediatra, com o objetivo de instaurar o tratamento mais apropriado.



Tradução autorizada do artigo original elaborado pela Fundação René Quinton

Quinton
Porque Funciona a Terapia Marinha?

Tópicos do Blog

Segue-nos!

  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram

Junte-se ao nosso canal no Telegram!

telegram delterre icon.png

Deseja conhecer mais sobre a Terapia Marinha de René Quinton?

Ebook_Propriedades_e_Benefícios_da_Terap

Faça o Download Grátis do ebook 'Propriedades e Benefícios da Terapia Marinha'!

Deseja receber amostras grátis de Plasma de Quinton?

*Envie-nos uma mensagem!

*reservado a profissionais de saúde

É Profissional de Saúde?

 

*

Gostaria de participar de formações profissionais da aplicação da Terapia Marinha em prática clínica?

 

*

Inscreva-se e será contactado assim que as formações iniciarem!