Alimentos com Ácido Úrico: sabe que alimentos evitar para prevenir Ataques de Gota?

Atualizado: Nov 11

O Ácido Úrico é resultado do metabolismo das purinas. Quando os níveis de Ácido Úrico se encontra acima de 7mg/dl, estamos perante uma Hiperuricemia, momento no qual se aumenta a possibilidade da formação de cristais que darão lugar ao denominado “Ataque de Gota”.


Com o objetivo de previnir estes ataques, é importante o controlo de alimentos com Ácido Úrico.



O que fazem os Cristais de Ácido Úrico?


A formação dos Cristais de Ácido Úrico pode ter várias consequências e podem ser responsáveis por:


  • A clínica da Gota

  • Formação de tofos

  • Ataques de Gota

  • Efeito sobre os rins, coração e as patologias neuropáticas compressivas


A Gota é a causa da Artrite Aguda, mais frequente no mundo ocidental, prevalência que vai aumentando conforme o aumento da idade, afetando mais os homens que mulheres.


A enzima alvo na maioria dos tratamentos concentra-se na xantina oxidase, que é o que transforma a xantina em Ácido Úrico.


A via de eliminação é principalmente renal (70%) e intestinal (30%), de forma secundária.



Causas da Hiperuricemia


Existem duas causas principais de Hiperuricemia:


  1. A diminuição da capacidade de excreção do Ácido Úrico poderá ser tanto a nível renal como a nível intestinal. No caso do envolvimento renal, isso ocorre devido a alterações renais, na maioria dos casos secundárias à perda da sua função como Insuficiência Renal, e também pelo efeito de certos fármacos, principalmente os diuréticos (diuréticos de alça, tiazídicos). 40% dos pacientes com gota recebem tratamento com diuréticos. É menos frequente que a redução da excreção seja feita por afetação intestinal. Em 90% dos casos, o aparecimento da hiperuricemia é devida a uma redução da sua eliminação.

  2. Aumento da síntese de Ácido Úrico Em certas situações em que existe uma elevada troca celular, existe um aumento no metabolismo das purinas com a produção de Ácido Úrico. Tumores hematológicos, alguns sólidos e patologias de alta taxa de rotatividade, como a psoríase não tratada, favorecem a hiperuricemia, pelo mecanismo mencionado.



Porque o Ácido Úrico afeta as articulações?


Quando se mantem em forma constante os Níveis de Ácido Úrico acima de 7mg/dl, este combina-se com o sódio que dá lugar a Cristais de Urato Monossódico.


Estes cristais de urato monossódico terminam por depositar-se principalmente nas articulações, devido às características de permeabilidade vascular das articulações com cápsula. A isto se denomina Ataque de Gota.


Estes depósitos iniciam uma resposta inflamatória via inflamossoma. Tenhamos em conta que os cristais pode depositar-se também em:


  • Tendões

  • Zonas de extensão como os cotovelos

  • Medula renal

  • Inclusive a nível vascular


No caso das mulheres, os Ataques de Gota aumentam a partir da menopausa. Isto significa que os estrógenos podem ter um efeito uricosúrico. Isto faz pensar que numa mulher a que seja detetada Gota, devemos associar a fatores associados (consumo de fármacos, insuficiência renal, etc).


No caso dos homens, os Ataques de Gota serão encontrados em contexto de síndrome metabólico.


Tratamento da Gota


O Tratamento da Gota realiza-se através de três estratégias:


1. Atuar contra o Ataque de Gota:


  • São frequentemente usados os Anti-inflamatórios não esteroides.

  • Corticoides: no caso de afetações mono-articulares, as infiltrações intra-articulares com um anestésico deverá ser a melhor opção no tratamento da dor e inflamação.

  • A colchicina: anti-inflamatório que trava as funções dos neutrófilos. O problema é que se deve utilizar imediatamente que se inicie o ataque para que seja eficaz. Deverá ter-se em conta que as doses que se administram não deverão superar os 2mg/dia.

  • Anti-IL-1: estes fármacos conseguem bloquear as IL-1 fundamentalmente no início da inflamação. É um fármaco que apenas se emprega em caso das outras tentativas saírem frustradas, devido ao seu custo.


2. Prevenção de Ataques de Gota


  • O tratamento é colchicina, que se emprega em doses baixas, entre os 0,5 e 1 mg/dia. Utiliza-se tanto para o controlo de ataques, assim como para a prevenção de novos episódios, devendo-se aplicar antes do tratamento com hipouricemiantes, já que estes mobilizam os depósitos de urato monossódico dando lugar a um novo ataque.


3. Controlo da Hiperuricemia: Como Baixar o Ácido Úrico?


A estratégia principal, a manutenção dos níveis de Ácido Úrico inferiores a 7 mg/dl.


Tenhamos em conta que, se for capaz de manter os níveis de ácido úrico abaixo do valor limite, é possível que desapareçam todas as manifestações clinicas, inclusive os tofos.


Salvo alguns casos em que as lesões afetaram gravemente as articulações.



Para controlar a Hiperuricemia e manter baixos os Níveis de Ácido Úrico, podemos faze-lo de três formas:


  1. Emprego de inibidores de xantina oxidasa, enzima encarregue dos últimos passos na síntese do Ácido Úrico. O mais aplicado e conhecido é o alopurinol.

  2. Utilização de uricosúricos, entre eles a benzbromarona ou o probenecid. Mas, atualmente não são mais eficazes que a aplicação do alopurinol.

  3. As uricases que transformam o Ácido Úrico em alantoína, este fármaco imita a função das uricases animais, função que temos perdido ao longo da evolução.


Tratamento Natural da Gota


Uma das complicações em pacientes que sofrem de Gota é que se aumenta a probabilidade de doença cardiovascular.

Daí que o importante não é centrar-se na redução do consumo de produtos ricos em Ácido Úrico, senão numa dieta saudável ao Sistema Cardiovascular.


Em muitos casos não são mesmo as purinas que favorecem os Ataques de Gota, se bem que é verdade que entrevem, mas são as interferências de outros compostos que estas contêm.


Por exemplo, no caso do marisco, além de ser um alimento rico em Ácido Úrico, os ácidos gordos de cadeia curta podem ativar o inflamossoma da mesma forma que fazem os cristais de urato monossódico, afetando desta forma as pessoas que padecem de hiperuricemia.




Por outro lado, o álcool, em particular a cerveja, podem aumentar o risco de sofrer um Ataque de Gota.


Não é só pela carga de purina que contem mas também pelo efeito inibidor sobre a excreção de Ácido Úrico.


Afinal não é apenas uma questão de reduzir o consumo de produtos que contenham grandes quantidades de purina, mas também deverá ser realizar uma dieta anti-inflamatória, com o objetivo de reduzir a ativação do inflamossoma.


Um exemplo é a toma de ómega 3, que podem reduzir os ataques ao inibir o inflamossoma.



Alimentos Ricos em Ácido Úrico


Não é o ponto fundamental o controlo no consumo de produtos ricos em Ácido Úrico, mas é sempre bom o seu controlo, sobre tudo quem já tenha sofrido um Ataque de Gota.


Conhecer os alimentos ricos em Ácido Úrico é importante para ajustar a dieta no tratamento da Hiperuricemia.


Abaixo destacamos os alimentos mais ricos em Ácido Úrico:


Mariscos – além de aportar grande quantidade de purina, também interferem estimulando a atividade dos inflamossomas.


Carnes – em particular as vísceras e carnes vermelhas, sobre tudo se são ricas em gordura. Será melhor opção o consumo de carnes magras em proporções ajustadas a uma dieta equilibrada.


Peixes – ricos em termos de purina, encontramos o peixe azul, ao terem mais gordura, podem interferir na excreção de uratos (Ácido Úrico).


Cereais Integrais – devido a conterem gérmen que se encontra no cereal integral e não no refinado.


Açúcares (frutose e sacarose) – também podem aumentar os níveis de Urato.


Queijos muito fermentados – isto devido ao aumento de purina destes queijos.


Verduras – deverá ser evitado e espargos, espinafre, acelgas, alho-francês, cogumelos…


Em caso de Gota, estes seriam os produtos cujo consumo se deveria reduzir já que são alimentos que contêm Ácido Úrico, mas é importante um bom acompanhamento, tendo em conta que muitos deles também fazem parte de uma dieta equilibrada.







Fundación René Quinton

214 visualizações
Quinton
Porque Funciona a Terapia Marinha?

Tópicos do Blog

Segue-nos!

  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram

Junte-se ao nosso canal no Telegram!

telegram delterre icon.png

Deseja conhecer mais sobre a Terapia Marinha de René Quinton?

Ebook_Propriedades_e_Benefícios_da_Terap

Faça o Download Grátis do ebook 'Propriedades e Benefícios da Terapia Marinha'!

Deseja receber amostras grátis de Plasma de Quinton?

*Envie-nos uma mensagem!

*reservado a profissionais de saúde

É Profissional de Saúde?

 

*

Gostaria de participar de formações profissionais da aplicação da Terapia Marinha em prática clínica?

 

*

Inscreva-se e será contactado assim que as formações iniciarem!

Quer receber novidades sobre promoções e produtos?

ab.png
EU_organic_farming_logo.svg.png
NoAnimalTesting.png
ogm-free.png
Vegetariano

Sim quero receber informações sobre os produtos Delterre

Li e Aceitei os termos e condições

  • Delterre Facebook
  • Delterre Instagram
  • Delterre Linkedin

©2020 por delterre.