Asma - Sintomas e Causas

Atualizado: Nov 11


Comparativamente a muitas outras doenças, a Asma é outra das patologias em que os profissionais não sabem exatamente sua origem específica. O que é certo é a influência dos fatores ambientais e genéticos envolvidos, na maioria dos casos nos primeiros anos de vida, embora atualmente sejam identificados casos de asma em idades mais avançadas.


A Asma é um processo crónico

A Asma é uma doença inflamatória pulmonar obstrutiva, de natureza crónica e reversível, ou seja, apresenta períodos de crise e remissão, nos quais, em muitos casos, fatores ambientais, em especial elementos de baixo peso molecular, podem induzir ao episódio de asma.

Existem múltiplos fatores que causam Asma, entre eles: alergia, partículas industriais, exercício, infeções e a Asma intrínseca ou idiopática.

Nalguns estudos, concluiu-se que em pacientes asmáticos havia parentes que sofriam de patologias atópicas. Este é um elemento importante, pois é possível que a maioria dos sintomas da Asma sejam de pacientes atópicos, fazendo parte de um espectro patológico de maior profundidade.

Isso leva-nos a pensar em pacientes atópicos e as causas que levam à atopia.


Asma e eczema atópico

Tenhamos em mente que em crianças com Dermatite Atópica (ou eczema atópico), encontraremos sintomas inflamatórios do trato respiratório, rondando os 30-80%, também há atividades cruzadas entre os dois eventos, como a que ocorre quando se apresenta hiperatividade brônquica específica para ácaros nas dermatites com sensibilidade acarina, assim como eczemas atópicos podem ser exacerbados por inalação, no teste de provocação brônquica.

Sabe-se também da evolução da dermatite atópica para a Asma, a ponto de, em mais da metade dos casos, as crianças serem encaminhadas ao especialista quando a asma brônquica já foi estabelecida, portanto, com diagnóstico tardio.

Asma como resultado

A Asma pode ser considerada uma manifestação da predisposição de certos indivíduos para responder de forma exagerada a certos antígenos.

Compreender as características do asmático, a sua predisposição genética, mas também a grande influência do meio, é fundamental para o controle adequado e até mesmo prevenir o aparecimento da Asma.


Assim, em muitos casos, devemos incluir o asmático dentro do perfil atópico e, portanto, os quadros de broncospasmo como a Asma, será sentida de acordo a especial sensibilidade do atópico.

Isto significa que, se as mudanças bruscas de temperatura, humidade, fumos de qualquer tipo e alérgenos, por ter entrado em contacto com o atópico e futuro asmático antes do tempo, conduzem à ativação dos mecanismos inflamatórios.


Não é curioso que associem a redução da probabilidade de desenvolver Asma às crianças que sofrem de várias infeções virais, em comparação àquelas que são cuidadas num ambiente tão estéril quanto possível, ou que as crianças que estão em áreas urbanas sofrem mais quadros de broncospasmo e asma do que em ambientes rurais.


A era da medicação também pode influenciar a predisposição para o desenvolvimento de Asma, demonstrado em vários estudos que a modificação da flora saprófita se assemelha entre os doentes e difere entre os indivíduos saudáveis.


A Terapia Marinha na regulação da resposta inflamatória

Comecemos por falar sobre os efeitos da aplicação de água do mar no eczema atópico, que como já dissemos pode ser o prelúdio de um paciente asmático.

René Quinton realizadou uma série de tratamentos através da aplicação de água do mar em pessoas com inflamação da pele e em pacientes com eczema atópico e dermatite.


A conclusão foi uma melhoria substancial sem saber exatamente o seu mecanismo de ação, a complexa interação dos mecanismos de regulação da inflamação juntamente com os fatores poligénicos que podem predispor pacientes atópicos, é uma tarefa difícil e embora haja sinais circunstanciais, são inconclusivos.

Mas podemos dizer que a ingestão de água do mar reduz os níveis de interleucinas IL-4, IL-3, IL-18 indutoras de IgE em pacientes com eczema atópico.

Em estudos in vitro usando células epiteliais brônquicas humanas, observou-se a redução de RANTES e IL-8 nas células quando submetidas a água do mar relativamente àquelas em que apenas se utilizava uma solução de NaCl. Concomitantemente os níveis de IK Ba foram reduzidos, produzindo inibição da via do FN kB, FN kB significativamente associado à ativação de mecanismos inflamatórios na Asma.


Ao pormenor

Recentemente, a partir de processos concretos de um eczema atópico, de um quadro de asma ou mesmo psoríase, começa-se a ver o indivíduo como um elemento muito mais interconectado consigo mesmo e com o meio que o rodeia. Atualmente, os dois primeiros processos são concebidos como manifestações patológicas de um mesmo fenómeno sindrómico, cujo espectro pode ser muito maior.

A concepção de um sistema cibernético no qual o sistema aberto, mesmo colocando obstáculos através de diferentes mecanismos defensivos, está muito nu diante do ambiente e, portanto, a influência deste é muito maior do que esperado.

A diversidade genética é o pilar da evolução pois existem múltiplas linhagens que aumentam as probabilidades de perpetuação das espécies. Mas, por outro lado, outra parte da mesma tende, pela modificação do meio, a adoecer mais rapidamente e é aqui onde encontramos doenças multifatoriais, as que certos grupos de indivíduos sob determinadas circunstâncias do meio se desequilibram e adoecem.


Mais devemos perguntar-nos que se o número de pacientes, como é o caso dos asmáticos e dos atópicos mesmo sendo um grupo suscetível, e o fato do seu aumento, não poderá ser o resultado de um desequilíbrio do sistema como um grupo? Em que os mais suscetíveis são os primeiros afetados, mas que podem ser estendidos à população supostamente menos suscetível.

É possivel que se esteja a dar demasiada importância ao fator genético e muito pouca ao meio ambiente, então influenciamos a realidade, interpretando as sombras da caverna em vez de a abandonar.

A célula tem uma consciência, uma consciência eletroquímica, suas razões são moleculares e seu bem-estar deriva da manutenção dos seus costumes e esses costumes são os de manter o seu meio interno igual ao meio no qual se formou.

A célula luta pelo seu equilíbrio e evolui para o seu equilíbrio, portanto, devemos entender que é por homeostasia que a célula luta, e perguntar se a vida se deve mover tão rapidamente como nós queremos ou temos de ser mais cauteloso e obter mais contato com a nossa natureza e dessa forma integrá-la, reduzindo os riscos envolvidos no afastamento da mesma.



93 visualizações
Quinton
Porque Funciona a Terapia Marinha?

Tópicos do Blog

Segue-nos!

  • Facebook ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Instagram

Junte-se ao nosso canal no Telegram!

telegram delterre icon.png

Deseja conhecer mais sobre a Terapia Marinha de René Quinton?

Ebook_Propriedades_e_Benefícios_da_Terap

Faça o Download Grátis do ebook 'Propriedades e Benefícios da Terapia Marinha'!

Deseja receber amostras grátis de Plasma de Quinton?

*Envie-nos uma mensagem!

*reservado a profissionais de saúde

É Profissional de Saúde?

 

*

Gostaria de participar de formações profissionais da aplicação da Terapia Marinha em prática clínica?

 

*

Inscreva-se e será contactado assim que as formações iniciarem!

Quer receber novidades sobre promoções e produtos?

ab.png
EU_organic_farming_logo.svg.png
NoAnimalTesting.png
ogm-free.png
Vegetariano

Sim quero receber informações sobre os produtos Delterre

Li e Aceitei os termos e condições

  • Delterre Facebook
  • Delterre Instagram
  • Delterre Linkedin

©2020 por delterre.